Apenas me faça feliz, o resto a gente aprende com o tempo..
Você procura por alguém que cuide de você quando está doente, que não reclame em trocar aquele churrasco dos amigos pelo aniversário da sua avó, que jogue “imagem e ação” e se divirta como uma criança, que sorria de felicidade quando te olha, mesmo quando está de short, camiseta e chinelo.

Mário Quintana.  (via incedos)

As palavras não foram ditas, mas decididamente estavam lá, em algum ponto.

A Menina que Roubava Livros.   (via promessasvazias)

Vivemos num mundo em que é mais fácil quebrar um átomo do que um preconceito.

Albert Einstein. (via enlouquecia)

– Amor, passa o ketchup por favor.
– Mas amor, aqui na frente de todo mundo?
– Hãn?
– Você quer me chupar, aqui, agora com todo mundo olhando?
– Para de ser bobo… me dá logo!
– O quê?
– O ketchup…
(ele abre o ziper da calça)
– Amor! PARA com isso! Já tá todo mundo olhando…
– Mas o que? Se pergunta se eu quero que me chupe e agora fica ai se fazendo.
– Nossa, como você é babaca às vezes.
– “nossa como você é babaca às vezes” mimimi
– Na moral velho, te odeio, como você é criança. Perdi a fome.
– Amor?
– QUE?
– Você fica linda quando tá brabinha.
– Tua ironia me estressa.
– Adoro te estressar.
– E eu te odeio por isso também.
– Pelo que mais me odeia?
– Porque não me deixa ficar com raiva de você e sempre me faz rir quando quero te bater.
– Você quer me bater?
– Agora não, mas queria alguns segundos atrás.
– Ué, e por que não bateu?
– Porque você me fez rir…
– Fiz?
– Sim, quando falou que eu fico linda braba.
– Você tava braba?
– NÃO COMEÇA!!
– O que amor?
– Sério, vou embora, não da mais não… CHATO!
– Amor?
– O que foi agora?
– Fica?
– Vai parar de bancar o bobo?
– Vou…
– Ta bem, eu fico.
– Te amo…
– Te amo mais seu bobão.
– Tá, agora vamos comer, to faminto.
– Vamos, então, passa o ketchup…
– Pode chupar não precisa pedir…

Haley e Jehny.  (via enlouquecia)

😂😂😂😂


@ acumulou